25 maio 2017

Resenha | Eternidade S.A. - Daniel Rossi

Edição:
Autor: Daniel Rossi 
Editora: PenDragon
Ano: 2014
Páginas: 174

Sinopse: Albert Kyrkman é um promissor advogado de Nova York que apesar de todos os seus esforços, sua carreira não decolou. Estando esgotado, acabou aceitando a proposta de um velho amigo para uma entrevista numa misteriosa firma de advocacia recém-chegada à cidade. Sugado por um turbilhão de novas descobertas, ele mergulhou de cabeça em um universo selvagem, repleto de glamour e luxúria. Entretanto, Havia um alto preço: sua alma imortal. 
Segredos guardados através de toda a história humana veem à tona nesta 
eletrizante  sobrenatural, trazendo vampiros e lobisomens para o mundo implacável das 
grandes corporações.
Eternidade S.A. é uma narrativa cinematográfica ágil e dinâmica, prendendo da primeira à última página, e uma vez dentro, conseguir sair é simplesmente impossível.

Ler livros nacionais nunca foi fácil, para muitos leitores é difícil dar continuidade sem querer parar a leitura logo no começo. Eternidade S.A. é um livro que me surpreendeu. Albert Kyrkman era jogador de futebol no ensino médio, era sondado por grandes universidades, mas por conta de um terrível acidente, foi obrigado a deixar o seu sonho de lado.

Albert se torna um advogado espetacular, com um currículo invejável, mas por acaso do destino, tudo sempre está dando errado em sua vida. Vemos o personagem se desesperar cada vez mais com sua vida. Albert tem um emprego de merda, e um chefe que o escraviza com muito trabalho e lhe paga um salário inútil.

Albert reencontra seu velho amigo Arthur, que já logo o convida para trabalhar em uma grande empresa recém-chegada  a Nova York. O que ele não sabe, é que a grandiosa firma de advogacia que aparenta estar salvando a sua vida, irá cobrar um preço bem alto por tudo isso. Mesmo desconfiando da grande empresa, Albert é sugado por um mundo de segredos e descobertas, mergulhando de cabeça em um plano repleto de luxúria, glamour e mortes.

A narrativa nos traz uma guerra que é travada durante séculos entre vampiros e lobisomens. Os vampiros tentam dominar os humanos e deixá-los a mercê de suas luxúrias, enquanto os lobisomens lutam para que isso não aconteça.

O personagem principal desperta o amor de uma jovem chamada Ursula, que o ajuda a todo momento a se livrar da morte e descobrir quem está por trás destes acontecimentos. É normal vermos em enredo de livros confrontos entre vampiros e lobisomens, Daniel Rossi conseguiu ser mais do que original neste quesito, as batalhas são cheias de ação e criativas, o que ajudou muito na construção de cada cenário.

Confesso que o final do livro me decepcionou, Albert faz muitas viagens antes de ter a última batalha contra o grande vilão, essa pressa em querer chegar logo no final, deixou a minha leitura um tanto cansativa, achei o final muito previsível, mas nada que tire o meu apresso pelo livro.

Eternidade S.A. me mostrou que os autores nacionais devem ter mais chances em nosso mercado editorial. A editora PenDragon é uma das poucas que vejo dar tantas chances aos autores nacionais, por trás disso temos histórias sensacionais que devem ser mostradas a todo o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram: @Estupefaca