20 março 2017

Crítica | "Punho de Ferro": o erro da Netflix e da Marvel

Punho de Ferro não conseguiu achar o equilíbrio entre o realismo e o miticismo

Das quatro séries que iram dar vida aos Defensores, Punho de Ferro era de longe a menos conhecida. O protagonista vinha despertando uma grande ansiedade em todos os viciados na parceria entre Marvel e Netflix, mas falhou em algumas partes do roteiro. Era esperado um grande trabalho por parte dos produtores, assim como foi com Demolidor, um advogado cego que tem habilidades invejáveis, junto está Luck Cage e Jessica Jones ambos dotados de super-força, um cara que passou 15 anos dado como morto, na verdade foi achado por um grupo de monges e passou os últimos anos treinando artes marciais e junto disso adquiriu um punho super poderoso. 

Entretanto, para a surpresa dos fãs, foi exatamente neste personagem que houve um grande tropeço. Danny Rand (Finn Jones) após um acidente de avião, que supostamente perde seus pais, é dado como morto. Durante 15 anos ele fica sendo treinado por monges, aonde adquiri a habilidade de se tornar o Punho de Ferro. Danny resolve voltar para casa com o pensamento que todo mundo iria lembrar-se dele, sem ao menos questionar sua identidade, neste momento ele se vê cercado por dúvidas, alguns acreditam que ele seja o menino rico que retorna dos mortos, o que os leva a querer tira-ló do caminho com medo de perder o controle da empresa.  

O roteiro não parece achar um equilíbrio entre o realismo e o miticismo, o que é necessário quando o assunto é dar vida ao personagem, deixando transparecer somente o punho iluminado e as habilidades de Danny, o resto parece ser a vida cotidiana de um menino rico de Nova York. Houve pequenos erros que não são normais em séries da Netflix, o que ajudou na má repercussão da série.


Junto de Danny Rand, conhecemos Colleen Wing (Jessica Henwick), uma especialista em artes marciais que acaba se tornando amiga de Rand em sua volta. Os produtores souberam muito bem encaixar Wing na vida de Danny, sem contar a sua alta habilidade com uma espada. Joy e Ward Meachum (Jessica Stroup e Tom Pelphrey) são os amigos de infância de Danny e também herdeiros da companhia Rand, no mesmo elenco encontramos o enigmático Harold Meachum (David Wenham), estabelecendo um elo nas séries da Marvel, também vemos Claire Temple (Rosario Dawson) a charmosa enfermeira que encontramos pela primeira vez em Demolidor.


Punho de Ferro (Primeira Temporada / 2017)
Iron Fist (título original)

Diretor: Scott Buck

Roteirista: John Dahl, Tom Shankland, Kevin Tancharoen... (Cada episódio conta com um diretor diferente)

Atores:
Finn Jones
Jessica Henwick
Tom Pelphrey
Jessica Stroup
David Wenham
Rosario Dawson...



Sabemos que por trás de um bom herói sempre há um vilão, esse foi um dos principais pontos que não ficou claro na série. Danny deixa claro desde o início que voltou para acabar com o Tentáculo, por trás dessa facção há uma senhora chamada Madame Gao, que também aparece em Demolidor, a senhora aparece como principal inimiga do Punho de Ferro, fazendo referências ao Pai de Danny, o que o deixa ainda mais confuso. 

A série é repleta de referências ás outras séries da Netflix, conjunto que dará vida aos Defensores. De todos os problemas encontrados em Punho de Ferro, Finn Jones não é um deles. O ator desenvolveu muito bem o seu papel, desde as cenas mais divertidas até ás cenas de ação. Porém, falta química entre ele e Wing, separadamente eles convencem muito em seus papéis, mas juntos falta algo. 


Punho de Ferro não decepciona completamente, porém nos deixa claro que pela história que o personagem carrega, poderia ter sido produzida de uma forma melhor. As viagens ao passado para explicar a origem de Danny foram bem elaboradas, mas se estendem por toda a temporada, a ponto de serem enjoativas. Uma pena que Punho de Ferro não tenha alcançado todas as expectativas, ao ponto de sofrer duras críticas da imprensa norte-americana. De fato esperamos que o desempenho do Punho de Ferro em Defensores seja melhor do que em sua série, esperamos que a Marvel junto da Netflix acertem igual fizeram com Demolidor e Jessica Jones. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram: @Estupefaca