27 fevereiro 2017

Oscar 2017: Confira tudo que rolou no maior prêmio do cinema mundial


'La La Land' não surpreende e ganha o maior número de estatuetas no Oscar 2017

A cerimônia da 89° edição do Oscar aconteceu na noite deste domingo (26) no Teatro Dolby, Los Angeles, Califórnia, EUA. Entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, é o maior prêmio do cinema mundial. A apresentação deste ano ficou por conta do comediante, escritor, apresentador de televisão e produtor Jimmy Kimmel

'La La Land: Cantando Estações' ganhou o maior número de prêmios no Oscar 2017. Emma Stone levou o prêmio de melhor atriz; Premiado como melhor diretor, Damien Chazelle se tornou o mais jovem a levar o prêmio, com apenas 32 anos. "Quero agradecer a minha família por sempre acreditarem em mim. E  agradeço a Olivia. É um filme sobre amor e fico feliz por ter encontrado o amor fazendo este filme." falou Damien. Ele também não deixou de agradecer aos principais atores da trama. "Quero agradecer Ryan e Emma por darem vida a este filme." finalizou o diretor,

O musical ainda levou o prêmio de melhor fotografia com Linus Sandgren; La La Land também recebeu a estatueta de melhor design de produção, batendo filmes como, "Ave, Cesar" e "Animais Fantásticos e Onde Habitam". 'City of Stars' ganhou como melhor canção original, a música também faz parte do enrendo de La La Land, música de Justin Hurwitz (Justin também levou a estatueta de melhor trilha sonora, junto do musical) e letra de Benj Pasek e Justin Paul. No total, 'La La Land: Cantando Estações' levou seis estatuetas das treze que foi indicado. Houve a chance de bater o recorde de mais prêmios em uma só noite, mas não foi desta vez. 


 O favoritismo de Viola Davis como melhor atriz coadjuvante se consagrou quando ela subiu ao palco para pegar a estatueta, e ainda fez um discurso emocionante. "Quando me perguntam que papéis eu quero interpretar, eu digo 'dessas pessoas que não sabem o que é poder sonhar, poder atingir seus sonhos", disse a atriz. O apresentador Jimmy Kimmel ainda brincou, "Viola Davis foi indicada a um Emmy por esse discurso". 

'Moonlight: Sob a luz do luar' se tornou o Melhor Filme do Oscar neste ano ao narrar o crescimento de um garoto negro na periferia de Mimai, que lida com desafios relacionados a sua raca e sexualidade. Com uma narrativa simples e direta, o filme escrito e dirigido por Barry Jenkins recebeu muitos elogios. 

 La Land havia sido eleito o melhor filme, mas houve um erro na hora de anunciarem o vencedor.  Beatty e Faye, estavam, na verdade, com o envelope da vencedora de Melhor Atriz (Emma Stone), o erro foi corrigido, e a equipe de Moonlight subiu ao palco para receber o prêmio. A Academia de Artes e Ciência Cinematográficas de Hollywood, após a péssima repercussão da campanha #OscarSoWhite (OscarMuitoBranco), que criticava a falta de artistas negros no Oscar 2016. Em 2017, a premiação bateu o recorde com número de negros indicados: 20. 

Mahershala Ali, ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante também por sua atuação em Moonlight; Barry Jenkins levou a estatueta de Melhor Roteiro Adaptado, o diretor recebeu muitos elogios pela sua competência na direção de Moonlight. 


Casey Affleck recebeu o prêmio de Melhor Ator "Manchester à beira-mar"; Kenneth Lonergan ganhou como Melhor Roteiro Original "Manchester à beira-mar; Melhor Animação ficou com "Zootopia"; Melhor  Filme em língua estrangeira "O apartamento-Irã"; Melhor Documentário "O.J. Made In America"; Melhor Edição John Gilbert "Até o último homem"; Melhor cabelo e maquiagem Alessandro Bertolazzi, Giorgi Gregorini e Christopher Nelson "Esquadrão Suicida"; Melhor figurino Colleen Atwood "Animais Fantásticos e Onde Habitam"; Melhores efeitos visuais Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones and Dan Lemmon "Mogli: O Menino Lobo"; Melhor edição de som Sylvain Bellemare "A Chegada"; Melhor Mixagem de som Kevin O'Connell, Andy Wright, Robert Mackenzie e Peter Grace "Até o último homem"; Melhor curta-metragem "Sing"; Melhor curta-metragem de animação "Piper"; Melhor documentário em curta-metragem "The white helmets". 

Esse Oscar nos impressionou em muitos aspectos, seja pelos protestos que fizeram contra e a favor de Trump. Pela belíssima exibição de Viola Davis. Pelas caretas de Justin Timberlake. Pela franquia Harry Potter finalmente ganhar um Oscar. Pelo prêmio de melhor maquiagem dado a Esquadrão Suicida. Ou até mesmo a maior gafe que cometeram dando o Oscar de Melhor filme a La La Land quando na verdade o vencedor foi Moonlight. Seth Rogen e Michael J. Fox, o Marty McFly, de "De volta para o futuro", entraram no palco com um DeLorean, a máquina do tempo do filme. Tivemos muitos momentos marcantes neste Oscar, mas mais uma vez foi um verdadeiro show de talentos e boas premiações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram: @Estupefaca